topo.jpg

Editorial

A virada do ano

As pessoas acham que a virada do ano é mágica! Só porque mudou o calendário, as nossas vidas também irão mudar. Mas, na verdade, é necessário que mudem! Não por causa do calendário, mas porque, mudar, faz parte de nossa vida como discípulos.

Imaginem uma grande empresa, uma multinacional, recebendo um telefonema de um consumidor para reclamar da qualidade de um determinado produto e identificando exatamente o que está de errado com o produto. Se a empresa não propor mudanças para solucionar o problema poderá cair no descrédito e acabar saindo do mercado.

Assim somos nós. Se identificamos falhas em nossas vidas, o mais coerente é buscar mudanças naquilo em que não estamos bem. E não apenas “profetizar” que o ano será de bênçãos sem propor estratégias que produzam crescimento real da vida.

O ano novo DEVE SER UM ANO DE CRESCIMENTO. Cada discípulo deve avaliar a sua vida e identificar no que precisa crescer. Cada um deve ter consciência de onde estava, onde está, e onde Deus quer que você chegue.

Um grande erro que cometemos é profetizarmos um ano de frutos sem termos plantado nada! Ora, cada qual colhe o que planta! O ano poderá ser um tempo de colheita, mas, colher o que? O que você plantou! Portanto, para que o novo ano seja um ano de colheita devemos passar o ano plantando. Semeando justiça, retidão, santidade, verdade... só assim teremos um ano frutífero e com uma boa colheita. Não adianta dar uma de “falso-profeta-otimista” e sair por aí anunciando colheita no campo dos preguiçosos, dos que amam o mundo, dos que não abandonaram suas vontades, dos que só querem ouvir coisas boas.

Preparemos o nosso campo, que é a nossa vida, para um plantio permanente e uma colheita abundante.

CRESCIMENTO NA VIDA. Ser discípulo implica em crescer, porque, crescer faz parte da dinâmica da vida.

Em Hebreus 5:12, Paulo disse aos Hebreus que eles deveriam ser mestres, mas, ainda não tinham crescido.

Amados, crescer, faz parte da vida.

Em Colossenses 1:9, Paulo orava pelos Colossenses para que eles crescessem no conhecimento de Deus.
Na carta de Paulo aos Filipenses (FP 1:9), Paulo ora para que eles crescessem no amor e no entendimento.

Aos tessalonicenses (3:12) Paulo pede que o Senhor os faça crescer.

Desejo, de coração, que o Senhor produza crescimento na vida de cada um de vocês. E que na vida de vocês haja abundância no plantio de retidão, santidade, justiça, temor, verdade, bondade e zelo ao Senhor.

Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando, fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo (2 Pedro 1:8).

Deus abençoe o plantio e a colheita de cada um.

Paulo Ricardo